Cloro e as alternativa para tratamento de piscinas

08/11/2018 16:49

Água tratada é sinônimo de água saudável e segura para os usuários. Para que isso ocorra, o uso de cloro é indispensável, pois além de ser um poderoso agente desinfetante e oxidante, é o único que mantém um residual ativo, capaz de agir na água mesmo com os equipamentos de filtragem desligados. Muito eficaz no combate aos micro-organismos de naturezas diversas que ali surgem é de uso obrigatório por lei em todo o Brasil. Entretanto, é possível reduzir a sua quantidade e frequência de uso, tanto em piscinas familiares quanto coletivas. Sistemas alternativos e modernos como ozônio, pode ser utilizado em tratamento paralelo e ajudam a eliminar as cloraminas (resíduo do cloro) e ainda protegem a pele e as roupas de banho. Diminuição no uso do cloro tem como vantagem também evitar problemas específicos para pessoas que tenham irritação/alergias na pele, ou rinite e sinusite.

Primeiramente, é fundamental destacar a importância de se utilizar um cloro com procedência confiável e na quantidade correta para torná-lo menos prejudicial à saúde. Inclusive, a NBR 10339 exige que piscinas coletivas tenham um meio de dosagem de desinfetante que mantenha o residual ativo sempre dentro dos parâmetros indicados. 

Outro sistema muito interessante, tradicional e amplamente utilizado no Brasil e Estados Unidos, é o gerador de cloro. Este equipamento produz o cloro na própria piscina através da adição de sal comum (NaCl) na água. Funciona da seguinte forma: adiciona-se uma quantidade de sal uma vez por ano diretamente na água da piscina, e o gerador de cloro quebra essas moléculas de sal com eletrólise transformado em cloro de piscina. O sal é muito mais barato que o cloro, e precisa ser reposto muito poucas vezes dentro desse período de um ano. O controle de cloro é feito normalmente com o kit de testes e no aparelho pode ser aumentada ou diminuída o nível de geração de cloro na água.

gerador de cloro - intellichlor
Gerador de cloro a partir de sal, modelo IntelliChlor

Conforme citado no início do texto, o Panozon (gerador de ozônio),elimina vírus, bactérias, fungos, protozoários com uma eficiência de até 99.9%. O ozônio (O3) é um gás, conhecido como oxigênio ativo, também é um poderoso bactericida, algicida, fungicida e viricida (destrói esses microrganismos até 3.120 vezes mais rápido que o cloro). É reconhecido como o mais seguro e eficaz método de tratamento de água do mundo, com aplicações em indústrias, piscinas, águas municipais, medicina e odontologia há décadas em diversos países. Em sistemas de filtragem de piscina o gerador de ozônio conectado por uma mangueira mistura o ozônio na água logo após passar pelo filtro. Em ambos os casos o filtro deve ser mantido ligado durante as 6 ou 8 horas por dia, conforme a norma brasileira, o que garante a ação desses purificantes. Com a a bomba da filtragem desligada não está ocorrendo a descontaminação da água.

Agora que você conhece um pouco mais sobre a importante ação do cloro na piscina, e os sistemas alternativos de purificação da água, é só escolher o sistema que mais lhe agrada e aproveitar o banho de piscinas com a família.

 

Voltar

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!